Erasmus+

 

O Agrupamento integra o projeto "Save the Nature Save the Future". A coordenação é realizada pela Grécia e participam ainda os seguintes países: Portugal, República Checa, Roménia e Turquia. Vai desenvolver-se ao longo de 24 meses e envolve 10 alunos com idade compreendida entre os 12 e os 14 anos e 40 professores.

O mundo natural é mais do que uma fonte de beleza e admiração. Oferece oportunidades perfeitas para ensinar o emocionante mundo do STEAM e as tecnologias do século XXI. A natureza, acreditamos aqueles que trabalhamos no meio do único parque nacional de Portugal, motiva os alunos a aprender, mantém-nos alertas, promove sua criatividade e melhora suas habilidades em matemática, ciências, arte, engenharia e tecnologia usando os cinco sentidos.

O STEAM baseado na natureza apresentará um programa poderoso que ensinará aos alunos uma ampla variedade de assuntos e habilidades numa abordagem influenciada pela natureza. A cooperação com outros países europeus ajudará os alunos a desenvolver experiência em ciência, tecnologia, engenharia, arte e matemática.

Os objetivos a atingir nestes dois anos de desenvolvimento são: Capacitar os alunos a incorporar conhecimento às disciplinas; Criar oportunidades para que os alunos se tornem imaginativos, criativos, consideráveis ​​em soluções de problemas, pensadores analíticos, interessados ​​em ciências e capazes de colaborar com outros no século 21; Desenvolver novos conteúdo e promover a introdução de habilidades STEAM no currículo para que os professores possam ensinar disciplinas STEAM de forma eficaz.

As atividades que pretendemos realizar são: Projeto de abertura de gala, eventos florestais, hotéis de insetos, painéis solares, terrário, alimentadores de pássaros, formas 3D, relógios de sol; construção de torres e pontes; workshop sobre aeronaves de modelagem de pássaros; projetar objetos na oficina de lama; construir máquinas simples a partir de objetos naturais e estações meteorológicas; projetar casas ambientalmente sustentáveis ​​e inteligentes na oficina de lama inspirada na natureza, fornos solares; criação de estampas de protetores solares, colagens naturais a partir de objetos naturais recolhidos em folhas e instrumentos musicais; obras de restauração; pesquisa e documentação dos dados das espécies observadas; concepção de estruturas matemáticas utilizando a Exposição do Criador de Origami, conferência eTwinning, Feira STEAM, apresentação de negócios e atividades de palestrante, e a utilização do Guia Audubon Bird e aplicações iNaturalist.

A metodologia STEAM é um processo dividido em 5 etapas básicas: Investigar, Descobrir, Conectar, Criar, Refletir. Os participantes experimentam e vivenciam o pensamento científico de maneira interpretativa e reflexiva, seja por meio de brincadeiras seja através de projetos interdisciplinares para turmas mais avançadas.

O professor toma o papel de mentor ou guia, que auxilia durante todo o processo até a solução do problema proposto. Tornando muito mais compartilhada a aprendizagem. O erro também é visto como parte da aprendizagem, trazendo reflexões cognitivas para a relação tentativa/erro e comportamentais para a frustração, resiliência, persistência e capacidade de foco.

A metodologia STEAM foca-se no desenvolvimento de algumas habilidades essenciais para os alunos do século XXI, tais como:

  • Criatividade, imaginação e inovação.
  • Pensamento crítico e resolução de problemas.
  • Comunicação e colaboração.
  • Flexibilidade e adaptabilidade.
  • Habilidades sociais e culturais.
  • Capacidade de lidar com diferentes situações.
(C) 2012-2020, Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca