Projeto “Soy Niño, Sou Criança” enraizou valores sociais e ambientais nos alunos de Ponte da Barca

Terça, 21 junho 2022

Projeto “Soy Niño, Sou Criança” enraizou valores sociais e ambientais

nos alunos de Ponte da Barca

2206 soy nino01 2206 soy nino02 2206 soy nino03

No decorrer deste ano letivo, os alunos do 3.º ano de escolaridade do Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca participaram no Projeto “Soy Niño Sou Criança”, da autoria de Grécia Rodríguez e Leonardo de Albuquerque, cujos objetivos passaram por desafiar as crianças a falarem dos seus direitos e a expressarem os seus sentimentos e olhares sobre cidadania infantil e ambiente.

Os trabalhos desenvolvidos pelos alunos das três Escolas Básicas (EB Crasto, EB Entre Ambos-os-Rios e EB Diogo Bernardes), sob a supervisão das suas professoras, estiveram em exposição, aberta ao público, no Centro de Turismo de Ponte da Barca até dia 17 de junho e foram amplamente difundidos pelos vários meios de comunicação regionais.

Parabéns a todos os intervenientes pelo trabalho desenvolvido.

Aproveitamos para partilhar os links dos meios de comunicação onde a aplicação deste projeto no nosso Agrupamento foi notícia:

https://www.uminho.pt/PT/siga-a-uminho/Paginas/Detalhe-do-evento.aspx?Codigo=59831

https://anacao.sapo.pt/investigadores-da-universidade-do-minho-desafiam-as-criancas-a-falar-de-cidadania-e-do-ambiente/

https://radioaltoave.sapo.pt/investigadores-da-uminho-desafiam-as-criancas-a-falar-de-cidadania-e-do-ambiente/

https://bragatv.pt/investigadores-da-universidade-do-minho-desafiam-as-criancas-a-falar-de-cidadania-e-do-ambiente/

https://www.penedagerestv.com/post/investigadores-da-universidade-do-minho-desafiam-as-crian%C3%A7as-a-falar-de-cidadania-e-do-ambiente

https://burrenbike.com/researcher-uminho-urges-children-to-talk-about-citizenship-and-the-environment-%E2%8B%86-radio-alto-ave/

https://montadalafdal.com/uminho-researchers-challenge-children-to-talk-about-citizenship-and-the-environment-%E2%8B%86-radio-alto-ave/

https://www.lavozdegalicia.es/noticia/pontevedra/pontevedra/2016/02/06/nino-sou-crianca/00031454698971226926841.htm

Os responsáveis pelo “Soy Niño, Sou Criança” são dois investigadores do Instituto de Educação da UMinho que estão há quase 30 anos (12 deles em Portugal) a desafiar as crianças a falarem dos seus direitos e a expressarem os seus sentimentos e olhares sobre cidadania infantil e ambiente.

Uma face visível do trabalho foi a exposição “Janelas de Luz para a Infância”, que esteve patente ao público no Centro de Turismo de Ponte da Barca.

A mostra dá ênfase aos trabalhos feitos neste ano letivo por 91 crianças do 3º ano de Ponte da Barca, no âmbito desta iniciativa que tem o apoio do Município, do Agrupamento de Escolas e do programa “Cultura para Todos”.

“A exposição destaca as crianças como seres humanos plenos, tudo isto num contexto livre, cooperativo, afetuoso, respeitador e multicultural”, frisam Grécia Rodriguez e Leonardo de Albuquerque, que são doutorandos em Sociologia da Infância e membros do Centro de Investigação em Estudos da Criança da UMinho.

“Na verdade, somos apenas um canal que dá visibilidade à sabedoria e conhecimento das crianças, que estimula o seu compromisso e empatia com os outros e que as torna comunicadoras ativas”, acrescentam.

 

Da Venezuela para o mundo

A rede de comunicação infantil “Soy Niño, Sou Criança” inclui formações, oficinas, rubricas nos “media” e intercâmbios. Esta organização não-governamental deu os primeiros passos em 1993, em programas de rádio com crianças transmitidos pela Emissora Cultural de Caracas, na Rádio Nacional e na Rádio Fé e Alegria (Venezuela), e foi crescendo, desde o Canadá à Grécia. Acolheu formações da UNESCO, da Rádio Nederland, da Deutsche Welle, da Rádio França Internacional e estabeleceu parcerias com entidades como UNICEF, American Field Service e MultiRio. O projeto venceu o Prémio Nacional de Jornalismo da Venezuela e o Seeds of Science em Portugal.

A ligação a Portugal surgiu em 2007, apoiada pelo Centro Cultural de Belém e pela coreógrafa Madalena Vitorino. Em 2009, o documentário “Morcegos”, da “Soy Niño, Sou Criança” e da associação ambiental ACOANA, ganhou o Prémio de Melhor Animação do Festival Challenges, em Braga. Em 2012, a “Soy Niño, Sou Criança” iniciou a página mensal “Conversas Gigantes”, no jornal “Diário do Minho”, além de um conjunto de protocolos com autarquias e outras entidades.

“Como resultados finais do nosso doutoramento em Estudos da Criança na UMinho, queremos contribuir para consolidar este projeto com longa história. Trata-se da criação do Centro Intercultural de Educomunicação, Ambiente e Cidadania Infantil ‘Soy Niño, Sou Criança’ e desejamos convocar mais crianças a participarem como pessoas e cidadãs”, comenta Grécia Rodríguez.

“Pretendemos oferecer estes serviços educativos para desenvolver também a compreensão da natureza e do ambiente como sistemas vivos e dinâmicos e como uma herança valiosa a defender”, complementa Leonardo de Albuquerque.

 

Nota biográfica

Grécia Rodríguez licenciou-se em Comunicação Social na Universidade Católica Andrés Bello (Venezuela), pós-graduou-se em Estudos Internacionais na Universidade do Chile e fez o mestrado Euromime em Engenharia de Meios para a Comunicação nas universidades Técnica de Lisboa, Poitiers (França) e UNED Madrid (Espanha).

Leonardo de Albuquerque fez a licenciatura em Agronomia na Universidade Federal do Ceará (Brasil), a pós-graduação em Desenho Urbano na Universidade Metropolitana (Venezuela) e uma especialização em Educação Ambiental na UNED Madrid.

A Organização

 


 

(C) 2012-2022, Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca