Uma aventura no mar

Uma aventura no mar

Nas últimas férias de verão dois adolescentes estavam aborrecidos em casa e fartos de ver televisão. O João teve uma ideia e sugeriu:

- Vamos até à praia e aproveitamos para explorar as maravilhas do fundo do mar?

- Boa! – exclamou o Martim – Estou ansioso por experimentar o meu fato de mergulho novo.

Vestiram os fatos e partiram. A certa altura, João reparou que o Martim andava de uma forma estranha.

- Ó Martim, tu vestiste o teu fato ao contrário! Ah! Ah! Ah!

- Eh pá, nem reparei! – respondeu o Martim, todo atrapalhado, enquanto arranjava o fato.

Uns minutos mais tarde, chegaram à praia e pousaram as suas coisas. Estava um tempo fantástico. O sol brilhava intensamente e havia muita gente na areia. Mergulharam perto de uns rochedos que ficavam um pouco afastados da praia. O Martim seguia à frente, porque conhecia bem aquela zona e já tinha alguma experiência como mergulhador. O João só queria apreciar a paisagem e observava tudo com muita atenção.

De repente, sentiram uma estranha corrente marítima que os afastava para longe da costa. De mãos dadas agarraram-se a umas rochas e entraram numa pequena gruta. Lá dentro fizeram uma descoberta surpreendente, era um tesouro escondido. Sem hesitar decidiram levá-lo com eles.

A muito custo, conseguiram regressar a terra, embora estivessem ainda mais afastados do local onde tinham mergulhado. Era um pequeno cais onde estavam ancorados alguns barcos de pescadores locais. Avistaram um rapazinho muito mal vestido e com um ar triste e pouco cuidado. Decidiram dar-lhe algum dinheiro e o menino agradeceu. Estavam tão entretidos que nem se aperceberam que alguém os observava de longe.

Um Ninja das Trevas que também andava à procura do tesouro, descobriu-os e atacou-os com tudo o que ele sabia sobre karaté. O Martim pegou na catana do Ninja e espetou-a na terra, segurou-a com a mão e deu-lhe um super pontapé. O Ninja ficou tão furioso que lhe lançou uma bola de fogo, mas não acertou nele e pegou fogo a tudo à sua volta.

O Ninja disse com voz grossa que queria o tesouro e transformou-se em super mega Ninja. O João e o Martim aperceberam-se de que ele estava cada vez mais forte, pois deu um salto fortíssimo e o chão abriu-se.

Enquanto o Martim lutava, o João tentava arranjar uma saída. Nesse momento, começaram a aproximar-se alguns homens e o Ninja sentiu-se mais intimidado. O Martim aproveitou para lhe aplicar um golpe fatal. O Ninja sentiu-se derrotado, espetou a sua espada no chão e desapareceu com toda a sua honra.

O João e o Martim nem queriam acreditar no que lhes tinha acontecido. Decidiram atirar o tesouro de volta ao mar e nunca mais falar sobre o assunto.

 


 

(C) 2012-2020, Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca