ACREDITAR

Sexta, 22 maio 2020

ACREDITAR

Caros Amigos!

Quantas vezes, ao longo das nossas vidas, escutamos que “é preciso acreditar”? Imensas! E sempre com a intenção de motivar. Incentivar à superação.

De facto, acreditar é isso mesmo. É o desafio à realização de algo. Quando nos metemos ao caminho é porque acreditamos que o vamos percorrer e concluir. Ninguém sai de casa se não acreditar que vai regressar!

Acreditar é, pois, o primeiro passo para que tudo dê certo. Nas nossas vidas, acreditar é a sustentação da coragem para subir os degraus que essa escada íngreme nos destina. Diz-nos, contudo, a experiência que quem acredita nem sempre alcança. É certo! Mas também nos diz que quem alcança nunca deixa de acreditar!

É esse o nosso jogo. Mediar o acreditar e o alcançar. Com algo que dominamos e é imprescindível: o trabalho. O nosso trabalho! Que é o que nos tem continuado a unir nestes longos e estranhos dois meses.

O trabalho que nos liga é o modo de tornar mais fácil acreditar. Acreditar que os medos e angústias destes dias estranhos vão terminar. Acreditar que, mesmo distantes, as ligações que estabelecemos continuam a possibilitar que muitos sonhos se concretizem e tantas vidas se transformem!

A semana que hoje termina já foi diferente. Alguns já regressaram à escola. Mas a escola está diferente. Experimenta-se um grande desafio. E tudo é novo para todos. Alunos, famílias, professores e funcionários. As primeiras horas e os primeiros dias, apesar de o anteciparmos, continuaram a ser momentos estranhos. E todos partilhamos, diariamente e com naturalidade, a ideia de que é preciso estabilizar procedimentos e introduzir todas as correções que venham a ser necessárias. Mas essa também é a essência da vida: encontrar as respostas aos contínuos desafios! Nunca deixando de acreditar!

O fundamental está assegurado. A presença dos professores e o cumprimento do currículo. Mas também as condições para assegurar os hábitos de higiene, utilização de EPI's e de distanciamento social, desenvolvendo na sociedade uma cultura de segurança e prevenção.

É também isso que este retorno à escola representa. O início do regresso à normalidade, mas com uma nova cultura e forma de estar responsável. Para bem de todos! Esta semana e nas que se seguem, contamos com todos para aproveitar e dar relevo ao elevado potencial pedagógico deste regresso. Nesta nova fase, somos também a “escola” desta nova forma de viver. “Escola” de uma nova cultura de estar social! E, para quem tem vivido a escola estes dias, alunos, professores, funcionários e restantes pessoas envolvidas têm respondido muito bem a este desafio!

Esse também é o enorme contributo para que a escola das nossas vidas frutifique e se fortaleça, permitindo que também o tempo da esperança brilhe e apague o tempo do medo. Rebobinem estes dois meses que já passaram e vejam tudo o que já foi feito nesse sentido. O nosso trabalho está a ser inteiramente direcionado para os novos, imediatos e sempre diferentes desafios da Humanidade! Não é fácil! Mas acreditamos!

O desafio que hoje vos deixo é o de acreditar que o nosso esforço, dedicação e resiliência nos conduzem ao sucesso. Acreditem que todos estão a contribuir para que os nossos alunos venham a ter um futuro sem amarras que os mantenham presos. Acreditem que do vosso empenho, nestas condições tão únicas e irrepetíveis, depende, de imediato, o sucesso das aprendizagens e, a longo prazo, o sucesso das suas vidas. Une-nos a todos o facto de também estarmos em processo de aprendizagem e construção. Os profissionais da educação estão a trabalhar para o sucesso dos seus alunos e de profissões que merecem ser mais reconhecidas. Sê-lo-ão, seguramente, porque não mais será possível silenciar os caminhos desbravados!

É tempo de olhar em frente. Tempo de acreditar, tempo de não desistir.

É tempo de percorrer novos caminhos, porque alguns dos velhos se tornaram intransitáveis, apesar das boas memórias. Esta é a hora de fazer o novo caminho.

É, pois, preciso acreditar! Se o fizermos, não tardará o dia em que aos outros não restará outra alternativa senão seguir o mesmo caminho!

Caros Amigos! É preciso acreditar!

Cuidem-se!

Carlos Alberto Louro
Diretor
Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca

 


 

(C) 2012-2020, Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca