Apontamento Histórico: 01 de dezembro de 1640

Imprimir
Sábado, 01 dezembro 2018 Escrito por jrocha

APONTAMENTO HISTÓRICO

01 de dezembro de 1640

Restauração da Independência Portuguesa

Dá-se o nome de Restauração ao regresso de Portugal à sua independência em relação a Castela.

Falecido o cardeal-rei D. Henrique, em 1580, sem ter designado um sucessor, Filipe II de Espanha, neto do rei português D. Manuel I, invadiu Portugal e submeteu-o a 60 anos de domínio. Foram três os reis espanhóis que governaram Portugal entre 1580 e 1640 – Filipe I, Filipe II e Filipe III de Portugal.

A capital do Império passou a ser Madrid e Portugal foi governado como uma província espanhola.
Filipe I e os seus sucessores não respeitaram o que tinha ficado combinado nas Cortes de Tomar.
Os impostos aumentavam; a população empobrecia; os burgueses ficavam afetados nos seus interesses comerciais; a nobreza estava preocupada com a perda dos seus postos e rendimentos; o império português era ameaçado por Ingleses e Holandeses.

Assim, no dia 1 de dezembro de 1640, um grupo de 40 fidalgos dirigiu-se ao Paço da Ribeira onde estavam a duquesa de Mântua, regente de Portugal, e o seu secretário, Miguel de Vasconcelos. A duquesa foi presa, o secretário morto e Portugal recuperou a sua independência. D. João IV, duque de Bragança, foi aclamado rei, com o cognome de "O Restaurador".

DCSH- Grupo Disciplinar de História
Responsáveis: M.ª Paula Santos Silva, António João Guerra

 


 

Powered by Best internet security
(C) 2012-2018, Agrupamento de Escolas de Ponte da Barca